Harley quer vender 100.000 motos elétricas por ano até 2026

A LiveWire está se preparando para ter um ano importante agora em 2022. Em algum momento do primeiro semestre, o processo de capitalização em mercado aberto da marca de motos elétricas da Harley-Davidson deve se concretizar, o que levará a empresa recém-nascida a se tornar pública.

Além disso, uma nova motocicleta média da LiveWire deverá estrear em algum momento do segundo trimestre deste ano. Ela será chamada de Del Mar, será construída sobre uma plataforma inédita e modular, batizada de Arrow. Ainda não temos todos os detalhes dessa arquitetura, mas estamos ansiosos para ver do que ela é capaz.

Leia Também: Ducati revela moto elétrica que estreará no mundial de 2023

Harley quer vender 100.000 motos elétricas

Estes são apenas dois dos próximos passos no que parece ser um plano muito mais amplo da LiveWire, no entanto. Em uma comunicação enviada a investidores, a empresa projetou sua previsão de vendas e faturamento até 2030. Os dados incluem tanto motos da própria LiveWire, como a ONE, quanto modelos elétricos que serão oferecidos pela marca Harley-Davidson. Entre elas, a empresa projeta vendas de mais de 100.000 unidades por ano até 2026. Além disso, já para 2030, espera vendas anuais na faixa de 190.000 unidades anuais.

Naturalmente, a LiveWire também projeta um aumento substancial na receita acompanhando as vendas maiores. Até 2026, as projeções mostram faturamento anual de US$ 1,5 bilhões (R$ 7,74 bilhões) somente em vendas de veículos, com um adicional de US$ 277 milhões (R$ 1,43 bilhões) na nebulosa categoria de “todas as outras receitas” relacionadas à LiveWire. Até 2030, essas mesmas projeções chegam a cerca de US$ 3 bilhões (R$ 15,5 bilhões).

Fonte: Uol

Posts Relacionados Está matéria tem 0 comentários. Seja o primeiro!
Por:
Nova CG 2022
Nova NXR 160 2022